ღ SEGUIDORES ღ

Plantas suculentas são belas em suas variedades de tamanhos, formatos, texturas e cores. O pouco que entendo sobre elas, são de informações que pesquisei. Assim como os nomes e classificações. Já perdi algumas e continuo uma aprendiz, pois parte da experiência, são com as próprias plantas. Tanto as Suculentas como as Folhagens ornamentais tem suas preferências. Cada uma delas ensina: local preferido, ventilação, quantidade de regas, luminosidade adequada, horas expostas ao Sol, temperatura ambiente, solo adequado, boa drenagem e, assim todo cuidado específico com cada uma delas deixa o seu jardim, sua casa um ambiente agradável, uma energia que propõe bela harmonia com a natureza.
ღO AMBIENTE COM VERDE DÁ MAIS VIDA E ENCANTA...POIS VERDE É TUDO DE BOM!

14 de dez de 2009

Dracaena sanderiana gold (Ruscaceae)


Boa noite, aqui está mais uma folhagem na minha coleção.
O nome científico é Dracaena sanderiana gold, e o nome popular é Dracena sanderiana.
Pode ser cultivada em local de luz indireta e iluminado ou meia sombra, com regas periódicas. Depois vou conhecendo mais dela aos poucos, conforme seu desenvolvimento. Aliás, não entendo de plantas, apenas vou colecionando buscando informações e seguindo dicas através das pesquisas e das que recebo dos amigos. O substrato é conforme cada planta. Já compro pronto, um tipo próprio para suculentas, e outro para folhagens. Não uso nada além disso. Os vasos escolhi o tipo mais comum para jardinagem, de barro. E para uma boa drenagem, compro umas pedrinhas próprias, que são porosas, para forrar o fundo do vaso, evitando o acúmulo da água. Também tomo o cuidado de não deixar água nos pratinhos. Quanto as regas, vai conforme cada uma exige. No geral as folhagens, rego 1 vez por semana, ou conforme a terra estiver sêca. E as suculentas são regas mais espaçadas. Outro detalhe, costumo sempre girar os vasinhos, pois as plantas, tendem a inclinar para o lado que está a luz do sol. Os nomes das plantas e algumas informações, são das pesquisas por vários sites. Também gosto de receber informações de quem tem plantas.
Qualquer dica é bem vinda. Boas vibrações e abraços à todos.
Dracaena sanderiana gold (Ruscaceae)
Dracaena sanderiana
Bambu da Sorte

Conhecida popularmente como Bambu da sorte ou Lucky bamboo, a Dracena Sanderiana (Dracaena sanderiana), ao contrário do que o nome sugere, não é um bambu e sim um membro da família das Liliáceas, originária das florestas tropicais da África e sudeste da Ásia.
Também conhecido como Dracena-fita, o Bambu da sorte é um arbusto de textura semi-herbácea que pode atingir até 1,50m de altura. Na natureza, possui caules eretos e finos, de onde surgem as folhas lanceoladas, estreitas e ligeiramente torcidas.
 Esta planta tem sido usada com freqüência nas práticas do Feng Shui. Acredita-se que ela tenha uma energia muito favorável, pois simboliza a próspera união entre dois elementos: a água e a madeira. Quando ela é oferecida como presente, costuma receber um laço vermelho, para que a energia do fogo seja adicionada, de forma que juntos, os três elementos, possam atrair a energia positiva (Chi) para um ambiente.
Ainda de acordo com as antigas tradições chinesas, o número de hastes do Bambu da sorte que colocamos num ambiente pode ter diferentes significados, sempre ligados à felicidade, prosperidade e longevidade. Assim:
 2 hastes de Bambu da sorte significa sorte; 
3 ou 6 hastes simbolizam felicidade; 
5 ou 7 hastes atraem saúde; 
8 hastes simbolizam prosperidade; 
9 hastes atraem boa fortuna; 
21 hastes simbolizam benção divina.
Em casa, segundo a tradição, dá muita sorte manter três hastes de Bambu da sorte, para atrair paz, saúde e prosperidade.
As formas sinuosas, que dão tanto charme a esta planta, são obtidas por meio de um trabalho longo e minucioso, no qual o crescimento do bambu da sorte é conduzido para que adquira o formato em espiral ou torcido. Com o tempo, as hastes vão mudando gradativamente de cor, passando do verde claro para um tom mais escuro. Além disso, os brotos vão surgindo nas hastes, gerando folhas lanceoladas que vão crescendo e conferindo um visual muito bonito ao conjunto. Para manter a estética da planta é possível podar suas raízes de forma moderada, sem que isso prejudique o bambu da sorte.
Como cuidar do seu Bambu da sorte
O cultivo do Bambu da sorte pode ser feito tanto em recipiente com água (cristais e pedras também podem ser usados) como na terra, desde a umidade seja sempre mantida.
 Água é um dos requisitos fundamentais para que o bambu da sorte se desenvolva bem. Se for cultivá-lo apenas em água, o ideal é utilizar água filtrada e livre de cloro, para isso, coloque a água de torneira num recipiente e deixe em repouso por 24 horas antes de usá-la no cultivo da sua planta. É recomendável sempre trocar a água da planta (uma vez por semana), mantendo-a fresca, limpa e à temperatura ambiente. Todos os dias é preciso ficar de olho no nível de água.
 Periodicamente, pode-se acrescentar à água um pouco de fertilizante NPK (facilmente encontrado no mercado especializado), seguindo as orientações da embalagem e sem exageros.
 A luz é outro fator que contribui para o bom desenvolvimento do bambu da sorte. Em seu ambiente natural, esta planta cresce sob a sombra de outras plantas maiores, que filtram os raios solares, de forma que a luz solar direta lhe é extremamente prejudicial. O ideal é que ela receba bastante luminosidade. Em resumo: devemos colocar o Bambu da sorte em um ambiente onde receba luz natural, mas nunca sol direto.
Opções
É possível adquirir o Bambu da sorte em vários formatos: com hastes retorcidas (uma verdadeira escultura viva); retas (no estado natural); em forma de "S" (podendo medir até 75 cm) e com hastes em espirais (a forma que exige técnicas mais difíceis para ser obtida).
 Na cultura chinesa, é costume presentear alguém com o Bambu da sorte para desejar saúde, paz e prosperidade ou para celebrar o "novo" (inaugurações, compra de imóveis, abertura de empresas, etc.), atrair longevidade ou ativar possíveis energias estagnadas nos ambientes, consideradas energias negativas.
 Se não for por estes motivos ainda restam bons argumentos para ter um bambu da sorte em casa ou no escritório: a planta é super-resistente, não dá trabalho e resulta num belo efeito ornamental!
http://www.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/a43bambudasorte.htm 

Dracaena braunii
Sinônimos
Dracaena sanderiana Sander
Braunii Pleomele ( Engl. ) NEBr.
Pleomele sanderiana ( Sander ) NEBr
Dracaena braunii é uma espécie do gênero Dracaena. Ele também é conhecido como Dracaena sanderiana, após o jardineiro Alemão-Inglês Henry Frederick Conrad Sander (1847-1920). Os nomes comuns incluem Dracaena de Sander, fita Dracaena, Bambu afortunado, Bambu encaracolado, água de bambu chinês, amizade bambu, deusa da planta Misericórdia, Evergreen belgas. Embora a palavra bambu ocorre em vários dos nomes comuns desta planta, Dracaena braunii é, na verdade, de um taxonômico totalmente diferente ordem dos verdadeiros bambus.
Mantendo bambu da sorte dentro das casas e locais de negócios é acreditado para trazer felicidade e prosperidade e essa crença tem promovido uma enorme venda de brotos de Bambu da sorte cultivadas em vasos decorativos. Na Índia, as plantas são geralmente importados da China e Taiwan e revendidos em potes atraentes e a planta tornou-se plantas de interior mais popular em certas partes da Índia. 
http://en.wikipedia.org/wiki/Dracaena_braunii

Valorizar
Temos que compartilhar e valorizar a amizade que nós temos,
superar dificuldades e mostrar que somos vencedores,
e dizer quem nos fez "vencedor,"
somar e multiplicar a harmonia com cada um que conhecemos,
ser diferente com as pessoas que conhecemos,
mas não querendo ser melhor...
Você fazendo Paz, sempre será bem vindo em qualquer lugar...
Seja capaz e tenha sempre força de vontade
de conquistar o que quiser que seja.

Um comentário:

  1. Pois é Sol, eu cheguei a casa dos 50!
    Obrigado pelo teu carinho, beijos e Deus abençoe a todos nós, Mauro

    ResponderExcluir

ღ Obrigada pela visita. Seja sempre bem vindo. ღ Solღ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...