ღ SEGUIDORES ღ

Plantas suculentas são belas em suas variedades de tamanhos, formatos, texturas e cores. O pouco que entendo sobre elas, são de informações que pesquisei. Assim como os nomes e classificações. Já perdi algumas e continuo uma aprendiz, pois parte da experiência, são com as próprias plantas. Tanto as Suculentas como as Folhagens ornamentais tem suas preferências. Cada uma delas ensina: local preferido, ventilação, quantidade de regas, luminosidade adequada, horas expostas ao Sol, temperatura ambiente, solo adequado, boa drenagem e, assim todo cuidado específico com cada uma delas deixa o seu jardim, sua casa um ambiente agradável, uma energia que propõe bela harmonia com a natureza.
ღO AMBIENTE COM VERDE DÁ MAIS VIDA E ENCANTA...POIS VERDE É TUDO DE BOM!

29 de out de 2012

Faucaria tigrina (Aizoaceae) e a flor

 Uma suculenta que achei diferente pela aparência, com folhas triangulares e carnudas e ao longo de suas bordas pequenas garras (lembrou a uma espécie de planta carnívora). Não cresce muito de tamanho, mas ela aumentou em volume, assim dividi em 3 vasos.
SOL's photo
Faucaria tigrina (Aizoaceae)
A flor...
Ao comprar a muda, não sabia que daria uma graciosa e amarela flor. Faz uns 2 anos que comprei e, para minha surpresa, este ano uma delas ela floresceu no final de agosto. Aguardei mas as outras duas não floresceram. Quem sabe no ano que vem todas floresçam. Ao reparar que nascia uma flor, fiquei observando, mas toda vez ao ver pela manhã estava fechada, assim como à tarde. Um dia a vi aberta, creio que era umas 11 horas, foi onde tirei a foto. Agora sei que a flor da Faucaria tigrina, tem um horário em que fica aberta, depois se fecha. 
SOL's photo

Faucaria é um gênero de cerca de 33 espécies de suculentas subtropicais plantas da família Aizoaceae. O nome vem da palavra latina "fauces" (= boca de animais) por causa da aparência das folhas. Eles vem da África do Sul: Província do Cabo e do deserto de Karoo. Pequenas plantas de 8 cm de diâmetro, com grossas folhas triangulares. Nas bordas das folhas existem dentes retos em pares de opostos que se parece com a boca de um animal. Pode se tornar espessa. As plantas são de cor verde clara, tornando púrpura no caso da luz do sol forte. Flores amarelas douradas parecem de Agosto no centro da roseta. Coloque as plantas em pequenos vasos com um solo bem drenado. Em uma exposição de muito sol e se possível fora no verão. Rega moderada no verão e não no inverno em tudo para a planta é um período de descanso, sem o qual não pode prosperar. Divisão de touceiras é a maneira mais fácil para a reprodução. Também pode ser feita por corte (com uma temperatura mínima de 21°C), ou por sementeira. 
Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Faucaria


"Viver é acalentar sonhos e esperanças, fazendo da fé a nossa inspiração maior.
 É buscar nas pequenas coisas, um grande motivo para ser feliz!"
(Mário Quintana)

21 de out de 2012

Aloe variegata (Asphodelaceae)

Uma das minhas das suculentas que cresceu bem. 
É uma suculenta do gênero Aloe. 
Aloe variegata é nativo das regiões áridas da África do Sul e Namíbia.
Suas folhas tem manchas brancas e serrilhas finas ao longo de cada borda. A minha ainda não floresceu, mas as flores são de cor laranja. A da foto maior tem uns 20cm, e a mudinha, que na verdade veio junto com uma outra planta que comprei, era tão pequena e levou tempo para crescer e, só identifiquei quando chegou neste tamanho. Como todas suculentas é bom ter uma boa drenagem do solo, não regar demasiadamente somente o suficiente para deixar o solo úmido e, ter o cuidado de não deixar a água no pratinho.
COLEÇÃO DA SOL
Aloe variegata (Asphodelaceae)
O gênero nome Aloe é derivada do, árabe alloch e traduzido como Allal em grego e hebraico, que significa literalmente seiva amargo ou amargo que é descritivo de aloe seiva. O epíteto específico variegata é latim e significa irregularmente manchado, referindo-se às bandas atraentes manchado na superfície das folhas.
  Aloe variegata, nativos às áreas semi-áridas da África do Sul, é uma suculenta interessante, se cultivadas ao ar livre no jardim, ou dentro de casa, como uma planta de casa. Aloe variegata não é difícil crescer, e com um pouco de cuidado, vai viver por muitos anos, a produção de vermelho brilhante, rosa ou laranja flores que se elevam acima das plantas de baixo crescimento ao longo dos meses de inverno e primavera. Aloe variegata é tão duro que em seu ambiente natural, ele pode sobreviver durante várias temporadas sem água, embora as folhas podem ficar com uma coloração avermelhada. Por causa de manchas prateadas da planta, Aloe variegata é também conhecida como Aloe peito perdiz ou Aloe tigre. 
Como cuidar de Aloe variegata
Passo 1 - Cultive a planta Aloe variegata sob luz solar intensa, em um local com solo bem drenado. Como todas as plantas suculentas, Aloe variegata é propensa a podridão da raiz se as raízes estão muito úmido. Plantas de interior Aloe variegata cultivo em um recipiente com um solo de envasamento comercial formulado para cactos e suculentas. O recipiente deve ter um furo de drenagem na parte inferior.
Passo 2 - Fornecer abundante circulação de ar para Aloe variegata. Evite cultivar Aloe variegata muito perto de outras plantas, ou ao lado de muros ou cercas. Para melhorar a circulação de ar para cultivo de plantas de interior, colocar uma polegada de cascalho fino no fundo do recipiente de plantio, e outra polegada de cascalho fino no topo do solo. Circulação de ar adequada ajudará a evitar Aloe variegata de podridão.
Passo 3 Regar Aloe variegata moderadamente, e permitir  o solo secar entre cada rega. Cultivo exterior Aloe variegata deve ser movido em uma sala fria durante o inverno, onde a temperatura é sempre cerca de 48 graus Fahrenheit, e o solo deve ser mantido ligeiramente úmido. Retomar os cuidados normais de plantas de cultivo interior em fevereiro.
Passo 4Fertilize Aloe variegata uma vez por mês durante a primavera e o verão, usando, um fertilizante para todos os fins equilibrada. Para plantas de interior, use um fertilizante líquido para plantas de interior, e diluir o adubo para metade da força indicada no rótulo da embalagem. Não fertilize Aloe variegata durante o outono e inverno, e volte ao esquema normal de fertilização em fevereiro.
Fonte:http://www.gardenguides.com/97082-care-aloe-variegata.html
"Para realizar grandes conquistas, devemos não apenas agir, mas também sonhar; não apenas planejar, mas também acreditar."  
(Anatole France) 

19 de out de 2012

MEU ATUAL ESPAÇO VERDE

Postando novamente essa foto. Por engano, exclui a postagem, com os comentários juntos. Lamento pelos comentários das amigas Rejane e Cris. Peço desculpas pelo lapso. Mas nada é por acaso, acredito que seja para algo melhor. De repente para reforçar alguma boa energia, pois é bom sempre pensar no lado positivo das coisas. No momento é toda minha coleção de plantas. Diminuiu em boa quantidade, mas está perfeito o espaço das minhas verdinhas. Futuramente posso até comprar mais suculentasAdoro cuidar das minhas plantas. Todas as manhãs observo cada uma delas, costumo girar os vasos, pois as plantas se direcionam para o lado da luz, assim para não penderem para um lado, procuro girar e os vasos maiores tem suporte com rodas, assim facilita. Ao ver a luz do Sol batendo e irradiando minhas plantas, sinto essa maravilhosa energia.
COLEÇÃO DA SOL

Informação retirado do site Jardim para casa
http://www.avelonline.com/o-que-e-uma-folha-suculenta.html
O que é uma folha suculenta?
Suculentas evoluíram para sobreviver desertos e outras climas ásperas, secas. A “suculentas” termo vem da palavra latina “succos”, que significa suco. A maioria dos cactos e muitas outras suculentas armazenam umidade em hastes grossas; outras espécies coletam umidade nas raízes bulbosa. A revitalizada incomum e às vezes colorida, deixa de folhas suculentas são compostas quase inteiramente de tecido que armazena água.
Descrição
Uma fina camada de tecido na superfície das folhas suculentas absorvem dióxido de carbono e água e converte-los para alimentar. Uma capa de cera-como na superfície de algumas folhas suculentas os impede de perder umidade através de planta pores chamados estomas; Este processo de perda de umidade é chamado transpiração. Folhas suculentas pequenas têm menos estomas para perder água. Ainda outras suculentas folhas são em forma de rosáceas e outras formas compactas para reduzir a exposição ao sol.
A camada cerosa
Inúmeras espécies de suculentas tem folhas com um revestimento de cera para evitar a perda de água através da transpiração. Folhas suculentas com um protetor revestimento às vezes mirram quando eles precisam de água. Muitas vezes, deixam cair no verão quando a planta vai dormente para se proteger do calor. Muitas das 130 espécies diferentes do gênero crassula de suculentas, incluindo a planta jade, são cultivadas pelo jardineiro da casa.
Tamanho pequeno
Algumas suculentas tem folhas pequenas e Curtametragem caules ou sem pedúnculos folhas pequenas têm poros menos a perda de água através da transpiração. Lithops, nativos de Namaqualand, África do Sul, são suculentas folha cujas folhas têm padrões intrincados que fazê-los se assemelham a pedras. Quando lithops são cultivadas em vasos cercados por pedras e seixos, suas folhas parecem pedras reais. Conophytum suculentas também têm folhas pequenas que se assemelham a pedras coloridas; Home jardineiros frequentemente nestle-los entre ágatas para mostrar suas cores e formas incomuns.
Formas especiais
Inúmeras espécies de suculentas têm compactas rosetas de folhas para reduzir a exposição ao sol e ajudá-los a conservar a umidade. Jardineiro da casa, por vezes, cultiva Aloe aristata que cresce uma rosácea de folhas colorida. Eles também crescem Haworthia, suculentas uma folha nativa da África do Sul, que apresenta rosetas de folhas com formas incomuns e cores marcantes.
Planta ornamental
Planta ornamental é toda planta cultivada por sua beleza. São muito usadas na arquitetura de interiores e no paisagismo de espaços externos. Há indícios de que, desde os primórdios da humanidade,espécies, como o lírio-branco (Lilium candidum), eram cultivadas para esse fim (o lírio-branco, especificamente, foi registrado em pinturas da Civilização Minoica, sendo este o registro mais antigo de cultivo desta espécie).
As espécies ornamentais foram selecionadas pelos humanos a partir de caracteres visualmente atraentes, como flores e inflorescências vistosas, coloridas e perfumadas, folhagem de cores e texturas distintas, formato do caule, ou por seu aspecto geral. Ao longo do tempo, os homens perceberam que poderiam aprimorar qualidades desejáveis em uma planta a partir de cruzamentos entre indivíduos particularmente bem dotados. Assim, começaram a surgir novas variedades, com novas cores, flores maiores e mais duráveis, mais resistência ao clima ou a predadores. As rosas, cultivadas há milênios no Oriente Médio, já não se apresentam mais em seu estado original, mas a imensa variedade de formas e híbridos obtidos ao longo de todos esses anos de cultivo são sintomáticos da capacidade humana de transformar a natureza para atender suas necessidades.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Planta_ornamental

"A verdade é que a vida é doce, bela e muito prazerosa; é uma escola de infinitas lições, que nos leva para o caminho das boas atitudes, das boas ações, das qualidades e virtudes que devemos cultivar a cada dia.
Mas tratemos de tornar positivos os nossos pensamentos, para que o campo afetivo de nossos sentimentos e sensações seja da cor verde da esperança e da cor rosa do amor.
O otimismo e o positivismo nos guiam para tudo o que é bom, e já que "semelhante atrai semelhante", vamos  melhorar nossas vibrações, atrair coisas e energias boas, para sorrir com alegria.
Pensar coisas boas para atrair coisas boas."
(Autor desconhecido)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...