ღ SEGUIDORES ღ

Plantas suculentas são belas em suas variedades de tamanhos, formatos, texturas e cores. O pouco que entendo sobre elas, são de informações que pesquisei. Assim como os nomes e classificações. Já perdi algumas e continuo uma aprendiz, pois parte da experiência, são com as próprias plantas. Tanto as Suculentas como as Folhagens ornamentais tem suas preferências. Cada uma delas ensina: local preferido, ventilação, quantidade de regas, luminosidade adequada, horas expostas ao Sol, temperatura ambiente, solo adequado, boa drenagem e, assim todo cuidado específico com cada uma delas deixa o seu jardim, sua casa um ambiente agradável, uma energia que propõe bela harmonia com a natureza.
ღO AMBIENTE COM VERDE DÁ MAIS VIDA E ENCANTA...POIS VERDE É TUDO DE BOM!

21 de abr de 2010

ღPLANETA ÁGUA, 22 DE ABRIL,DIA DA MÃE TERRA

Neste dia lembrando da importância do nosso grande lar em que vivemos, nossa querida mãe TERRA.
O Dia da Terra foi criado pelo então senador estadunidense Gaylord Nelson, no dia 22 de AbrilTem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra"A Terra é nossa casa e a casa de todos os seres vivos. A Terra mesma está viva. Somos partes de um universo em evolução. Somos membros de uma comunidade de vida independente com  uma magnífica diversidade de formas de vida e culturas. Nos sentimos humildes ante a beleza da Terra e compartilhamos uma reverência pela vida e as fontes do nosso ser..." Surgiu como um movimento universitário, o Dia da Terra se converteu em um importante acontecimento educativo e informativo. Os grupos ecologistas o utilizam como ocasião para avaliar os problemas do meio ambiente do planeta: a contaminação do ar, água e solos, a destruição de ecossistemas, centenas de milhares de plantas e espécies animais dizimadas, e o esgotamento de recursos não renováveis. Utiliza-se este dia também para insistir em soluções que permitam eliminar os efeitos negativos das atividades humanas. Estas soluções incluem a reciclagem de materiais manufaturados, preservação de recursos naturais como o petróleo e a energia, a proibição de utilizar produtos químicos danosos, o fim da destruição de habitats fundamentais como as florestas tropicais e a proteção de espécies ameaçadas. Por esta razão é o Dia da Terra. Este dia não é reconhecido pela ONUOrigem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

PLANETA ÁGUA (GUILHERME ARANTES)
Água que nasce na fonte serena do mundo E que abre um profundo grotão Água que faz inocente riacho e deságua Na corrente do ribeirão Águas escuras dos rios Que levam a fertilidade ao sertão Águas que banham aldeias E matam a sede da população Águas que caem das pedras No véu das cascatas, ronco de trovão E depois dormem tranqüilas No leito dos lagos, no leito dos lagos Águas dos igarapés, onde Iara "mãe d`água" É misteriosa canção Água que o sol evapora, pro céu vai embora Virar nuvens de algodão Gotas de água da chuva Alegre arco-íris sobre a plantação Gotas de água da chuva Tão tristes são lágrimas na inundação Águas que movem moinhos São as mesmas águas que encharcam o chão E sempre voltam humildes Pro fundo da terra, pro fundo da terra Terra, planeta água Terra, planeta água Terra, planeta água...
Coloquei esta linda composição do cantor para nós (filhos), comemorarmos o dia da nossa mãe Terra. Abraços, Sol

15 de abr de 2010

RETORNANDO...COM FLORES DE CEREJEIRA...

Olá... Antes de tudo, vou me desculpando pelo tempo ausente.Também quero agradecer a todos pela visitas, pelos recados e carinho. Para ser sincera, nem sabia o que postar...pois não tenho comprado novas plantas e não surgiu novas inspirações. Mas sei que gostam do meu espaço pelos pedidos do meu retorno e carinhosas mensagens. Me fez sentir querida. Agradeço por me incentivarem. É uma energia muito bonita que recebi e que me motivou para postar. Recentemente tirei fotos da floração da cerejeira, flor símbolo do Japão, aqui chamada de Sakura.Também marca o início da Primavera no Japão. A época nesta região já acabou, pois o tempo de floração é curto, por volta de 1 semana, se não chover é possível se prolongar. São muitas espécies e todas são lindas, delicadas e causam muita admiração quando florescem, num espetáculo de tonalidades rosas, iniciando nas regiões mais quentes, passando como uma onda por todo o Japão.
Para saber mais de Sakura alguns sites interessantes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cerejeira
Finalizando este post,compartilho com vocês, citações que aprecio e sempre me transmitem sutilmente a verdade e a grandeza da essência, para o meu interior, que sou uma eterna aprendiz.
A todos obrigada e sempre tudo de bom para vocês, com carinho, Sol.
O que é Importante …
O importante é o sorriso, A pureza da criança; O importante é conservarmos a criança em nós.
O importante é superar as desavenças
Com rápido perdão, total superação. O importante é deitar à noite com o coração em paz, com a sensação do dever cumprido, sem peso na consciência.
O importante é saber perdoar a si mesmo, se cometermos alguma falha, afinal somos humanos, renascendo plenamente, a exemplo do Sol, que todos os dias renasce pleno, majestoso e livre do que fora no dia anterior, aquecendo e gerando novas vidas. Precisamos acordar todas as manhãs com o olhar brilhante, mesmo que haja chuva, renascendo de todo o passado, pois o presente é o tempo de amar, é o tempo de viver, de perdoar e de ser perdoado. O importante é viver com plenitude,renascendo sempre,em cada manhã…(Moacir Sader)
RECOMEÇO
"Se as nossas chaves não abriram as portas que desejávamos, se nossos fracassos ocasionais nos levaram ao desânimo, é hora de utilizar as forças da natureza, da qual somos filhos. Todos os dias, tudo recomeça na natureza e, a cada amanhecer, surge uma nova chance para recomeçar um caminho que possanos conduzir a destinos melhores. Por isso, aproveite a folha em branco que a vida nos dá todos os dias.Veja, sobretudo, quão maravilhoso é poder ter na oportunidade do recomeço, a chance de poder tentar tudo de novo."(Legrand)
Floresça!
No principio da vida todos são iniciados como sementes...Quando o primeiro broto surge, o Mundo é apresentado a ele...e muitas vezes os brotos se perguntam: "Como brotei?"Outros nem sequer se dão conta.Vivencie o broto do momento...Flua nesse brotar...Cultive com amor o seu território, não deixe as ervas daninhas, construídas de sua própria ilusão, interferirem no seu crescimento...Vivencie este crescimento...Assim você será uma bonita árvore cheia de sabedoria e amor a oferecer...Sinta a necessidade do coração e vá em frente escalando a divindade do seu Ser...Acredite, o supremo mora em vc...Brote! Cresça! Sinta se você está crescendo no caminho certo, identifique, faça o movimento verdadeiro para que sua árvore não mingue. Florescer na vida é florescer no hoje, no agora e no amanhã! Floresça a sua vida, simplesmente floresça!(Fênix Faustine)

21 de jan de 2010

IKEBANA(Ideograma,história,descrição,fotos e links)

Olá queridos amigos, enquanto fazia o post anterior, surgiu uma outra idéia, um tema sobre a arte do IKEBANA, também interessante, pelo motivo que desconhecia a sua hístória e origem e durante as pesquisas descobri muitos detalhes, desta sublime e sutil arte. Uma agradável opção de se criar uma arte viva, usufruindo e escolhendo seu próprio material (vaso, flores, folhas e galhos) dentro do conceito de cada estilo, que são vários, cada qual com seu princípio.
生け IKE ( VIVO) + HANA (FLOR) = 生け花 (IKEBANA)
obs: o ideograma HANA, quando junta-se ao ideograma 生けIKE, se pronuncia BANA,
a tradução seria Flores vivas...e assim se tratando de uma arte,
o sentido da palavra sugere, ¨ARRANJO FLORAL¨.

*A palavra ikebana é composta por Ike e Hana. Ike origina-se de três verbos: ikeru (colocar ou arrumar flores); ikiru (viver, tornar vivo ou atingir a essência de algo); e ikassu (ajudar a encontrar a verdadeira essência, tornar a vida mais pura). http://www.revistasextosentido.net/news/fj/

Também conhecido como KADOU 花道 o ideograma (FLOR) também se pronuncia KA e o ideograma DOU (CAMINHO ), com sentido de (ensinar) e (método).
Assim, ¨CAMINHO FLORAL¨, é outro termo usado.

*Na língua japonesa, a maioria das atividades, como Judou (Caminho da Suavidade), Kendou (Caminho da Espada), Kadou (Caminho Floral), Sadou (Caminho do Chá) etc, terminam com o sufixo "Dou". Dou significa "Caminho" e isto por si só significa que se trata de uma longa estrada, não existe nada que se possa aprender e se especializar em curto espaço de tempo. http://www.budismo.com.br/faq/faq.php?q_id=73



★A HISTÓRIA DO IKEBANA
Segundo rezam os Anais Históricos do Oriente, o Ikebana teve a sua origem na Índia. Conta-se que, certa vez, Gautama - Buda, viu no chão um galho com flores em botão, quebrado pelo vento. O Buda, cheio de piedade pelas flores, pediu a um dos seus discípulos para pôr o galho na água, para que as flores tivessem mais tempo de vida.“A vida é uma dádiva divina e a suprema beleza das flores deve ser prolongada o mais possível”, foram as palavras de Buda. A partir de então, os seguidores de Buda começaram a cuidar com grande carinho de todas as flores que encontravam caídas nos jardins, fazendo com elas arranjos florais muito singelos, em homenagem a Buda. Estas oferendas - arranjos florais - passaram a decorar os altares dos templos e a fazer parte dos rituais do budismo indiano. Os monges budistas foram aperfeiçoando a sua sensibilidade artística, e chegaram a uma forma de jardinagem, de grande profundidade espiritual chamada Paisagem Seca. Foi na paz e solidão dos templos, que um monge chamado de "ermitão do lago" se dedicou à religião budista a aos arranjos florais. Os seus arranjos depressa se tornaram famosos pela sua beleza e simbologia, e monges de outros templos vinham pedir-lhe que lhes ensinasse esta arte. À arte de criar arranjos florais passou então a chamar-se Ikebana, cuja tradução quer dizer flores vivas. Esta foi a primeira escola de arranjos florais no Japão. O Ikebana começou a desenvolver-se em larga escala durante o séc. XVI. Começaram a ser usados três ramos básicos que significam respectivamente: céu, terra e homem ou sol, lua e terra, e o objetivo do arranjo é expressar o equilíbrio harmonioso da natureza. A forma básica para um arranjo oriental consiste num triângulo irregular, em que as linhas principais são descritas por três caules principais que representam: o céu (shin), a terra (soe) e o homem (hikae). No Ikebana usam-se poucas flores e a simplicidade e harmonia são a maior riqueza do arranjo. Pedras, conchas, areia ou musgo são alguns dos elementos naturais mais utilizados, para se conseguir uma completa harmonia.
Texto retirado do site:


★Após a Segunda Guerra Mundial, o Ikebana - embora mantendo seus princípios básicos - não tem se limitado à tradição, recorrendo-se a quaisquer materiais que o artista julgar capazes de expressar a beleza. Essa modernização valoriza a arte, difundindo-a internacionalmente. No Brasil, as correntes clássica e moderna convivem harmonicamente, e, pouco a pouco, o Ikebana deixa os limites da comunidade nipo-brasileira. Contando com muitas jovens professoras, não saber a língua japonesa deixou de ser empecilho para quem deseja aprender Ikebana.

IKEBANA E ESTILOS
★O Rikka, de acordo com a tradição de ikebana, é fincado em posição vertical; os galhos saem do vaso como suporte para recriar o conjunto da paisagem. No início, tinha forma livre e se utilizava de elementos em sua condição natural. Depois passaram a determinar formas rigidamente estabelecidas e complexas. Modernamente redescobriu-se as possibilidades criativas desse estilo. O Rikka é o fundamento do ikebana, e foi o primeiro estilo a ser consolidado como tal. Dele se originou o Shoka e a partir de seus três elementos (shin, soe, tai), foram criadas as bases do Nagueire e do Moribana. A partir do século XVII, foram dados nomes específicos para cada estilo de arranjo: moribana, nagueire, shoka, jiyuka (estilo livre), guendai-baná (arranjo moderno), zen-eibaná (arranjo de vanguarda), entre outros. No estilo MORIBANA (literalmente, flores empilhadas), arranjam-se as flores e galhos como se os estivesse empilhando. Baseado na estética natural das plantas, este estilo busca expressar a natureza de modo realista, descritivo. Tanto neste estilo como no Shoka, as formas básicas são determinadas por galhos com funções pré-estabelecidas. São três: Shin, Soe e Tai, que formam um triângulo. Shin é o galho principal e determina a forma geral do arranjo. Soe tem a função de apoiar o Shin. O Tai, numa função de complemento, estabelece a harmonia e equilibrio entre Shin e Soe. O SHOKA, com suas formas básicas e determinadas, é a estilização das plantas, da maneira como estas se apresentam na natureza, valorizando o vigor e a versatilidade das plantas. Com os galhos Shin (representativo de homem), Soe (céu) e Tai (terra), o arranjo quase sempre estabelece uma forma de meia-lua. No NAGUEIRE, a forma básica é caracterizada pela inclinação com galhos e flores arranjados em vasos fundos, jarras ou potes alongados. Enquanto no Moribana, os galhos possuem funções pré-estabelecidas, no Nagueire, seu papel é o de proporcionar harmonia entre as plantas e o vaso. Texto baseado no livro "Ikebana, Arte e Criação no Estilo Ikenobo", de Kimiko Abe e Tokuko Kawamura, São Paulo, editado pela Aliança Cultural Brasil-Japão, 1993.
Partes do texto retirado do site http://nikkeypedia.org.br/index.php/Ikebana

★A natureza está sempre a mudar, nascem folhas, caem folhas, as flores desabrocham , frutos amadurecem etc. A natureza tem o seu próprio ritmo e ordem O despertar para esta realidade é o primeiro passo do envolvimento no Ikebana.
O Ikebana é difícil?
O facto de o Ikebana ser uma arte como a escultura e a pintura, e equivalente a estas em todas as suas dimensões não faz dele uma arte só para alguns! Na verdade qualquer pessoa com algum tempo e habilidade consegue fazer belíssimos arranjos em pouco tempo. Na verdade, tal como em outras artes, é necessário dominar certas técnicas fundamentais antes de proceder para a criação livre.
De que é feito o Ikebana?
As várias formas de ikebana partilham certas características independentemente da escola e da época em que surgiu. Qualquer tipo de componente da planta pode ser utilizado – ramos, folhas, ervas, musgos, e frutos podem ser usados, assim como flores. Folhas secas, bem como pequenos botões de flores e botões de flores são tão considerados como flores em pleno desabrochar. Quer o trabalho seja composto apenas por um único tipo de material ou por diversos tipos de material , a selecção de elementos para o arranjo requer “olho artístico”. Um arranjo com considerável desempenho técnicocombina materiais de forma a criar uma beleza que não se consegue encontrar na natureza.
Em que difere o Ikebana dos arranjos florais comuns?
– é a sua forma assimétrica bem como a utilização do espaço vazio como aspecto integrante do arranjo na sua totalidade.Também o sentido de harmonia entre os materiais, o contentor e o ambiente são essenciais. Estas características estéticas são comuns a outras artes japonesas como pintura, jardins,arquitectura e design.

MORIBANA Style: The Ohara School
A viragem para o sec XX representou uma revolução nos estilos de IKEBANA . Já nessa altura um passatempo popular, passou a ser considerado fundamental para mulheres sofisticadas.O Senhor Unshin Ohara, professor de Ikenobo em Kobe inventou uma forma de ikebana numa taça e pediu à escola Ikenobo que passasse a incluir este estilo no seu programa. A escola recusou mas autorizou-o a utilizar este estilo numa escola dele se conseguisse arranjar alunos. Uma exposição numa grande loja em Kobe foi um sucesso estrondoso para este novo estilo. A escola Ohara tinha começado o seu próprio caminho.
Outras Escolas ModernasKoshu Tsujii, um entusiasta do Moribana foi convidado a restabelecer uma escola de Ikebana no Templo Daikakuji em Saga, que ainda hoje se chama Saga School. Choka Adachi iniciou a Escola Adachi. Aproximadamente na mesma altura apareceu um novo estilo que começou a despertar a atenção pela sua abordagem livre e colorida. Este estilo acabou por se implementar e a escola Sogetsu foi fundada em 1926. As escolas predominantes nos dias de hoje são: Ikenobo, Ohara e Sogetsu
Partes do texto retirado do site
http://www.neibert.com/FloralDetail/Ikebana_Gallery.html

★Atualmente, no Japão, há cerca de 3 mil estilos, sendo os mais populares o Ikenobô, o Ohara e o Sogetsu.
http://www.zashi.com.br/zashi_historiajapao/289.php
★Dependendo estilo são utilizados outros objetos. Existem diversos estilos de ikebana.
Só a Associação Ikebana do Brasil tem cadastradas 16 escolas,
a maioria com estilos diferentes entre si.
Fonte: http://www.culturajaponesa.com.br/htm/ikebana.html


http://kojikis.wordpress.com/ikebana-2/

SITES RELACIONADOS

★ Site interessante com uma informação detalhada. Vale conferir.
http://www.japaoonline.com.br/pt/ikebana.htm

★ Indico visitar este site que tem ótimas informações e variadas fotos,.
(algumas retirados deste site)
http://aidobonsai.wordpress.com/category/ikebana/

Exposição de Ikebana
- 12º Festival do Japão
http://www.nippo.com.br/festivaldojapao2009/20090717_ikebana/circuito.html

★ Neste site tem uma explicação figurativa do significado, além de outras informações. http://www.artedeeducarcomarte.com.br/Ikebana.pdf

★ Site onde se ensina a fazer um Ikebana com fotos e explicações.
Aprenda a fazer uma ikebana passo-a-passo
http://www.nippobrasil.com.br/4.ikebana/index.shtml

★Neste site se encontra informações, fotos de Ikebanas e vasos,
além de links para mais informações. Vale conferir
http://ceramica-da-ivhe.blogspot.com/2008/12/ikebana-arte-que-harmoniza.html


http://kojikis.wordpress.com/ikebana-2/











http://aidobonsai.wordpress.com/category/ikebana/
Tentei resumir o post, até pensei em só colocar links e menos fotos. Mas de tudo que pesquisei , achei melhor colocar alguns itens essenciais. O que acharam deste tema? Será que conheciam essa arte? Se alguém tem conhecimento melhor e pratica essa arte, de opiniões. Será um prazer. Como digo, sou uma eterna aprendiz.
Não tenho postado com tanta frequência e visitado a todos, como gostaria. Mas agradeço a todos os amigos, visitantes e seguidores, pelas visitas e pelos recados. Mesmo daqueles que não podem no momento, compreendo e sei que tenho o carinho. Estou feliz por cada vez mais, conhecer pessoas encantadoras de uma enorme compreensão que ensinam e transmitem com muita sabedoria, humildade, humor, amor e respeito, para com todos. Cada qual com seu carisma e a sua maneira original e espontânea. Admiro, respeito e tenho carinho, por serem de uma personalidade firme e de uma sutileza incrível. Meu muito obrigada a todos por estarem com esta eterna aprendiz.
Um grande abraço e boas vibrações. Com carinho, Sol

11 de jan de 2010

BONSAI (parte2) Links e fotos...

Olá, este é o post que da continuidade ao BONSAI (PARTE 1) ...
Com mais fotos e uma lista de sites/blogs que pesquisei, com informações de várias dicas, técnicas e fotos, etc...todas interessantes e ótimas. A escolha foi pessoal, pode ser que haja outros a pesquisar mas, no momento achei esses ideais para um básica informação.

Este foi um dos que simpatizei, e que tem várias informações e fotos.

Arte Bonsai. A Paciência. Viver é ser feliz. Sempre

Aqui se encontra (citarei algumas)dicas de:
* Principais Estilos de Bonsai
* Fisiologia do Bonsai
* Dicionário Completo com os termos do Bonsai
* Como dar forma ao Bonsai?
Este também é interessante pela informação detalhada.

Aqui se encontra uma infinidade de informações e fotos.(citando alguns itens)
-Bonsai na América, na América do Sul, na Ásia, na Europa, no Brasil
-Cerâmica para Bonsai
-Mestres do Bonsai
*Também me simpatizei, com este. Abrange assuntos, além do Bonsai. É só conferir.

Atelier do Bonsai - Mário A G Leal http://www.atelierdobonsai.com.br/
Aqui se encontra uma vasta informação a respeito.

Também muito bom, encontra-se várias fotos de bonsai .

Outra opção onde se encontra boas informações(citando algumas) sobre:
-A história do bonsai no Brasil
-Estilos
-Proporções e Norma estéticas
-Cuidados básicos
-Galeria com várias fotos de bonsai

E aqui está uma sequência de fotos...apreciem...

http://mdiversidades.blogspot.com/2009/07/bonsai.html
http://aidobonsai.wordpress.com/category/exposicoes-internacionais/

http://www.atelierdobonsai.com.b...9e129986
http://www.brasilescola.com/japao/bonsai.htm
http://giselle-curiosidades.blogspot.com/2009/02/como-adubar-bonsai.html

http://mamusca.wordpress.com/cat.../bonsai/
http://www.plantasonya.com.br/category/bonsai-e-samambaias

http://estacaobonsai.blogspot.com/2008/04/2004-taiwan-bonsai-creators-exhibition.html Espero ter apresentado uma básica informação sobre Bonsai. Será que foi bom? Espero que tenham apreciado. Qualquer comentário será bem vindo. Até o próximo tema.
Tudo de bom para todos. Abraços e beijos. Sol

10 de jan de 2010

BONSAI (parte1) Ideograma, descrição, história

Amigos, este é post que preparei sobre Bonsai.
Assim para quem aprecia bonsai e tem interesse, ou mesmo que não se há interesse...serve como uma informação a mais...por essa arte milenar...mesmo para mim que, já vi um bonsai de Azaléa, e confesso que achei lindo e gracioso pelo tamanho...fiquei admirada pelo belo visual ...e só agora depois de anos...fui pesquisar toda essa arte. Há uma vasta informação com muitos dados, fiquei em dúvida qual escolher e postar, pois talvez por ser uma arte milenar existem histórias variadas, e optei por alguns itens mas, achei melhor dividir em 2 partes.

Ideograma japonês da palavra BONSAI (盆 BON) (栽 SAI)
BON = bandeja SAI = plantado, cultivo
Em certa dúvida consultei mais sobre a tradução dos ideogramas e conversei com alguns japoneses. A palavra cultivo, em japonês é SAIBAI 栽培, quando se procura no dicionário, a tradução do ideograma SAI está como: plantado, plantação e, em outro achei como cultivo. E os japoneses me explicaram que para bonsai se usa o ideograma sai, justamente porque além de plantar e´preciso todo um cuidado especial, um manuseio dedicado e uma manutenção para dar forma, não é simplesmente plantar.
A palavra "Bonsai" pode ser traduzido como:
¨Plantado em bandeja ou cultivado em vaso raso.¨ A palavra Bonsai, por ser um ideograma, não possui plural.


Partes do texto que apresento a seguir, tirei deste site...

BONSAI : a natureza em miniatura
De acordo com MILLER (1997) define que a correta prática do Bonsai-do potencializa ao máximo nossa percepção de harmonia visual, bem como o equilíbrio dos movimentos, e em conseqüência nos leva a um claro entendimento e aceitação de nossa simples, frágil e temporal natureza.
Histórico
Segundo MILLER (1997), descreve a resposta de algumas perguntas elaboradas por seus alunos, ao decorrer de sua vida, entre algumas, as que mais se destacam são relatadas a seguir:
· Qual o significado da palavra Bonsai?
Bonsai significa o cultivo, o trato, o cuidado de uma árvore plantada em uma bandeja.
· Onde teve início a prática do Bonsai?
Embora a maioria das pessoas acredite que a prática do Bonsai tenha começado no Japão, ele, na verdade, teve origem na China.
· Há quanto tempo existe a arte Bonsai?
Fala-se em mil e quinhentos, dois mil anos, mas ela é muito antiga. O Bonsai começou numa época em que os chineses acreditavam que a montanha era o ponto de encontro do homem com os deuses. Então, as pessoas procuravam Ter em casa algo que representasse a vida que havia nas montanhas. Foi aí que começou o p'en-tsai como se chama hoje em dia.
· Qual o benefício que a prática da arte Bonsai traz as pessoas ?
O benefício do Bonsai está no fato dele conduzir a pessoa à observação do pensamento, como também à observação do todo. Como qualquer tipo de arte bem praticada, falando basicamente sobre as artes orientais, o Bonsai leva o indivíduo ao auto-conhecimento, ajudando-o a entender como funciona sua mente, como ele está dirigindo seu pensamento. O pensamento só acontece no futuro ou no passado, não no momento presente. O objetivo é exatamente viver no presente.
· Como reconhecer um verdadeiro Bonsai ?
Primeiro tem-se que olhar a relação que existe entre o tronco e a bandeja, se é harmônico ou não. Depois, tem-se que enxergar uma árvore, e não uma mudinha colocada num vaso japonês.
· Para começar a fazer um Bonsai, o que fazer, como se começa?
Primeiro temos que procurar uma muda num viveiro que tenha característica de árvore, com tronco e galhos bem definidos. Em seguida, através das diferentes técnicas de poda, vai-se transformando a planta como desejar.
· As plantas que vemos, com troncos da grossura de um lápis, com vasos de quinze centímetros de ALTura, não são Bonsai ?
Absolutamente. Isso não é Bonsai. Bonsai começa quando a largura do tronco na base é superior ou igual à ALTura do vaso. Portanto, algumas plantas que se vendem como Bonsai, realmente não são Bonsai.
· Existe relação entre a largura do tronco com a ALTura da planta ?
No geral, o comprimento da bandeja tem que ser igual a dois terços da ALTura da planta. Se não for assim, será preciso esperar que a planta cresça até que chegue a essa ALTura. Se alguém tiver ima planta cujo comprimento seja igual ao da bandeja, o melhor a fazer é deixar que a planta cresça até chegar a um terço de comprimento da bandeja. Esse é o momento de parar o crescimento da planta. A relação ideal é que a ALTura da planta seja seis vezes a largura da base do tronco. Há plantas que são muito mais ALTas do que isso. Pode-se ver um pinheiro na rua, um eucalipto enorme. Mas temos que entender que nós estamos trabalhando para a harmonia visual, ou seja, o impacto visual que vai Ter uma planta num vaso ou numa bandeja. É preciso dar idéia de velhice, de tronco, de galhos. Mesmo que na natureza isso não aconteça todo o tempo com perfeição, o Bonsai precisa ser assim. Na prática tenta-se chegar a isso, porque o impacto visual vai ser enorme.
Segundo NORONHA (1995) define Bonsai como plantado em uma bandeja. Com isso, a natureza pode ser contemplada de perto, através da miniatura de uma árvore posta em uma bandeja. Sua origem não bem detalhados. Isso faz com que algumas informações não sejam unanime aceitas. O Bonsai teve sua origem na China, acredita-se antes do século VIII, quando já era grande o interesse dos chineses por pedras decorativas, que representavam montanhas, e por manter árvores naturalmente miniaturizadas em vasos. No Brasil, o Bonsai foi trazido há quase 200 anos é absolutamente fascinante. O registro é que em 1808, D. João VI chegava ao brasil e criava o Horto real (Jardim Botânico do Rio de Janeiro) com o intuito de aclimatar e cultivar espécies produtoras de especiarias das índias orientais. D. João VI era um amante das plantas e, entre tantos exemplares trazidos de várias partes do mundo, poderia estar uma belíssima curiosidade vinda do Japão, mas isso não ocorreu. Além de não existirem registros a respeito, durante esses período o Japão se encontrava totalmente fechado aos estrangeiros. A historia do Bonsai no Brasil começa com a imigração japonesa a partir de 1909. Teriam vindo, já no primeiro navio, o Kasatu Maru, um ou mais exemplares de Bonsai ? Provavelmente.
BibliografiaMILLER, Marcelo. O mundo do Bonsai. On Line Editora. São Paulo : 1997. NORONHA, Fábio Antakly. Cultivando Bonsai no Brasil. Escrituras Editora. São Paulo : 1995.

Tópicos (Sites)
*A grande diferença entre um bonsai e as outras plantas de vaso é que, enquanto essas são, em geral, espécies cujas flores ou folhas nos dão o motivo de apreciação da planta, no bonsai o que é a miniaturização. Em outras palavras, a beleza, por exemplo, de toda uma árvore reduzida a poucos centímetro, em perfeita harmonia com o recipiente onde está plantada. Acredita-se que a arte do bonsai já era apreciada pela nobreza japonesa há 1000 anos. 
http://www.freewebs.com/bonsaigyn/home.htm
*Não há árvore de Bonsai, mas árvores que se transformam pelo processo de Bonsai 
http://bonsai.forum.st/dicas-importantes-f8/estudo-linguistico-da-palavra-bonsai-t21.htm
*Bonsai é a arte que consiste em manter uma planta por tempo indeterminado em um pequeno recipiente (vaso), controlando seu crescimento e forçando-a a crescer de maneira mais lenta e com o formato desejado, formato este que deve apresentar o mais próximo possível de uma árvore perfeita na natureza (mini-árvore). Bonsai é uma terapia, um hobby, um desafio, uma escultura viva! Uma ótima opção para presente! Os bonsais podem ser de árvores, arbustos, cedros, flores, frutíferas, trepadeiras, desde que formem troncos (madeira lenhosa). 
http://www.florearte.com.br/dicas_bonsai.asp
*Vale ressaltar que aquele que prática essa arte precisa ter muita paciência e determinação, pois para uma planta chegar a se tornar um autêntico e legítimo bonsai leva-se, a depender da espécie em questão, até 15 anos de uma dedicação diária e constante. Mas toda essa dedicação e paciência tem uma grande recompensa, pois, se bem tratado, pode passar de geração a geração como herança de família e viver muitas décadas ou, como em raros casos, exemplares de mais de 700 anos que ainda assim esbanjam toda a beleza e imponência característica dessa arte.
*O que significa "fazer um bonsai" Fazer Bonsai é redescobrir a arte natural através da propria arte, recriando as formas existentes na natureza pelo simples ato da observação. O bonsai tem início, mas nunca terá um fim, sempre existirá algo para se aprimorar ou se mudar, na natureza todo se transforma ...
*A distinção entre um bonsai verdadeiro e um falso é a idade da planta. Para se tornar um bonsai é necessário ter a forma de árvore, o que demora em média, 10 anos. 
http://www.acbj.com.br/alianca/palavras.php?Palavra=25
*Se o seu objetivo é comprar um bonsai autêntico, pense nele como quem compra uma jóia. Desconfie de preços muito baixos, observe as condições acima, e principalmente não acredite se lhe prometerem que sua planta poderá sobreviver na sombra, porque mesmo aqueles que não exigem sol pleno e abundante, necessitam pelo menos de intensa claridade. O bom senso e o bom gosto também são relevantes, e optar pelo espécime mais bonito e de aparência mais saudável é direito do colecionador. Há, finalmente, os jardineiros mais corajosos, e que dispõem de menores recursos financeiros (entre os quais, inclusive, eu me incluo), que podem decidir cultivar os chamados “falsos” bonsais. Apesar do adjetivo pejorativo, o fato de serem considerados falsos não significa que não tenham seu valor. 
http://minhaaldeiaglobal.blogspot.com/2008/06/paisagismo-e-jardinagem-bonsai-como.html
Estarei dando continuidade em BONSAI (parte 2) Links e fotos...Apesar de dividir em 2 partes, o post ficou meio longo...rsrs ...Abraços, Sol
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...