ღ SEGUIDORES ღ

Plantas suculentas são belas em suas variedades de tamanhos, formatos, texturas e cores. O pouco que entendo sobre elas, são de informações que pesquisei. Assim como os nomes e classificações. Já perdi algumas e continuo uma aprendiz, pois parte da experiência, são com as próprias plantas. Tanto as Suculentas como as Folhagens ornamentais tem suas preferências. Cada uma delas ensina: local preferido, ventilação, quantidade de regas, luminosidade adequada, horas expostas ao Sol, temperatura ambiente, solo adequado, boa drenagem e, assim todo cuidado específico com cada uma delas deixa o seu jardim, sua casa um ambiente agradável, uma energia que propõe bela harmonia com a natureza.
ღO AMBIENTE COM VERDE DÁ MAIS VIDA E ENCANTA...POIS VERDE É TUDO DE BOM!

23 de nov de 2009

Iresine herbstii (Amaranthaceae)


Olá, pessoal, mais nova planta, uma folhagem que comprei. Gosto e iniciei com suculentas mas, o interesse por folhagens cresceu tanto que, atualmente tenho aumentado a coleção na parte de folhagens. Essa espécie se desenvolve bem e adoro a sua tonalidade verde com mesclas de tom rosa. E dependendo do local parece que fica toda rosa mais escuro, na tonalidade púrpura. Estou adorando tê-la na minha coleção. Espero que apreciem minhas plantas, de espécies variadas. De repente terei que mudar o título do blog. Se tiver que ser será, afinal mudanças são propícias no momento em que se tem a vontade de fazê-lo, isso é importante. Mas voltando a minha nova folhagem ornamental, será que alguém também tem essa planta? 
Iresine herbstii (Amaranthaceae)
Pesquisa posterior sobre esta planta com informações e fotos coletadas em sites diversos.
Iresine
Iresine é um gênero de plantas com flores no amaranto família , Amaranthaceae. Ele contém de 20 a 25 espécies, todas as quais são nativos para os americanos trópicos. O nome genérico é derivado do grego palavra εριος (Erios), que significa "lanoso", referindo-se ao tricomas que cobrem as flores. Bloodleaf  é um nome comum para as espécies que têm colorido da vegetação, e estas são muitas vezes cultivadas como plantas ornamentais . 
https://en.wikipedia.org/wiki/Iresine
https://en.wikipedia.org/wiki/Iresine
Iresine herbstii
Iresine herbstii (Bloodleaf de Herbst)  é uma espécie de planta de florescência no amaranto família, Amaranthaceae . Alguns chamam esta planta a planta " Moela de galinha".
https://en.wikipedia.org/wiki/Iresine_herbstii
 https://en.wikipedia.org/wiki/Iresine_herbstii

Iresine herbstii 'Brilliantissima' (Bloodleaf) - Um pequeno arbusto de 2 a 3 pés de altura. Coloração intensa, de caules e folhas oblanceolate vermelhas que são marcados com veias mais leves. Muito tropical. Planta em pleno sol em local iluminado ou sombra parcial e com irrigação regular. Esta planta é usada como uma planta anual ou em recipiente. No inverno em climas amenos onde parece melhor se cortar no final do inverno. Recebemos uma planta com o nome da variedade 'Acuminata' e de fato tem folhas acuminado que são diferentes das folhas mais arredondadas das espécies. Nós também  adquirimos esta planta como 'Brilliantissima' e há também nomes de cultivares, tais como 'Formosa' e 'wallisii' que podem ser utilizados para esta planta. Esta planta vem do tropical da América do Sul e foi pensado em ter sido originalmente coletadas no Brasil. O nome para o gênero vem da palavra grega eiresione que significa "uma coroa de flores" ou "envolto em lã" ('Erios' significa "lã") em referência aos cabelos lanosos sobre os cálices. O epíteto específico foi criado em 1864 por William Jackson Hooker, o primeiro diretor do Royal Botanic Gardens em Kew, para homenagear Carl Hermann Gottlieb Herbst. Herbst foi diretor dos Jardins Botânicos do Rio de Janeiro no Brasil, mas tinha trabalhado no Kew quando ele introduziu esta planta para jardins ingleses. Outros nomes comuns incluem Planta bife e Planta Moela de frango. Esta descrição é baseada em nossa pesquisa e as observações que fizemos dessa planta à medida que cresce em nosso viveiro, em nosso próprio jardim e em outros jardins. Agradecemos também receber feedback de qualquer tipo de quem tem informações adicionais sobre esta planta, especialmente se eles não concordam com o que temos escrito ou se eles têm dicas culturais adicionais que ajudariam no crescimento de outros Iresine herbstii 'Brilliantissima'.
Fonte: http://www.smgrowers.com/products/plants/plantdisplay.asp?plant_id=3019

Iresine herbstii
Bloodleaf Iresine
folhagem vermelha brilhante
Faz uma bela planta de casa. 
Informações
Bloodleaf (Iresine herbstii) também é chamado de moela de frango, planta bife, ou Formosa Bloodleaf. Plantas iresine Bloodleaf são nativas do Brasil, onde eles prosperam em temperaturas quentes e luz solar intensa. Em seu ambiente nativo, as plantas atingem alturas de até 5 pés com propagação de 3 pés, mas quando cultivadas como anuais ou vasos de plantas que só crescem 12 a 18 polegadas de altura.
As folhas vermelhas são frequentemente variegadas com manchas verdes e brancas. Adicionadas em contraste com forrações e fronteiras. Eles ocasionalmente produzem pequenas flores, branco-esverdeada, mas eles não são ornamentais.
Cultivo
Plantas Bloodleaf desfrutam de calor e umidade, e você pode cultivá-las ao ar livre durante todo o ano. Plantar em um local com pleno sol ou meia sombra e solo organicamente rico que drena livremente. Cultivo de Bloodleaf resulta em melhor cor em pleno sol.
Alterar a cama com adubo ou fertilizante orgânico antes do plantio, a menos que seu solo é excepcionalmente elevado em matéria orgânica. Estabelecer as plantas na primavera após todo o perigo da geada e o solo permanece quente de dia e de noite.
Manter o solo uniformemente úmido durante todo o verão regando profundamente todas as semanas na ausência de chuva. Usar uma camada de 2 a 3 polegadas mulch orgânico para ajudar a prevenir que a umidade se evapore. Reduzir a umidade no outono e inverno se você está cultivando plantas Bloodleaf como perenes.
Dicas de crescimento - comprima as, enquanto as plantas são jovens para promover um hábito de crescimento denso e forma atraente. Você também pode considerar a poda de botões florais. As flores não são particularmente atraentes, e apoiar flores esgota a energia que de outra forma iriam para o crescimento de folhagem densa. Plantas cultivadas em condições ideais raramente com menos flor.
Cuidados em ambiente interno 
Se você está cultivando Bloodleaf como uma planta de casa ou trazê-lo dentro de casa  no inverno, colocar em  envasamento mistura à base de solo argiloso. Coloque a planta perto de local com iluminação, de preferência janela virada a sul. Se torna-se torta , então provavelmente não está recebendo luz suficiente.
Mantenha o substrato úmido na primavera e verão regando quando o solo estiver seco, a cerca de uma polegada. Adiciona-se água até que se estende desde os orifícios de drenagem na parte inferior do vaso. Cerca de 20 minutos após a rega, esvaziar o prato sob o vaso para que as raízes não sejam deixados assentado na água. Bloodleaf plantas precisam de menos água no outono e inverno, mas você nunca deve deixar o solo secar.
Fonte:http://www.gardeningknowhow.com/ornamental/foliage/bloodleaf/bloodleaf-plant-care.htm

Coração-magoado (Iresine herbstii)
Nome Científico: Iresine herbstii
Nome Popular: Coração-magoado, Iresine, Coração-de-Maria
Origem: América do Sul
Ciclo de Vida: Perene
Arbusto ou folhagem excelente para produzir contrastes de cores que estimulam os sentidos no jardim. Suas folhas arredondas são roxas com nervuras vermelhas e rosadas. A ramagem também é vermelha, bastante ramificada e ereta.
As flores pequenas e claras são formadas em inflorescências no verão. O coração-magoado é uma planta rústica e versátil, que pode ser apresentada em maciços, bordaduras, renques ou composições com outras plantas. Ocorre uma variedade de folhas verdes com nervuras de coloração creme.
Devem ser cultivadas a pleno sol ou meio período, em solo fértil enriquecido com matéria orgânica, com regas regulares. Para se obter um efeito bem compacto na planta, devemos realizar podas de formação e manutenção. Não é tolerante ao frio extremo. Multiplica-se por estacas.
Fonte: http://plantasonya.blogspot.jp/2009/04/coracao-magoado-iresine-herbstii.html
Imagem: http://www.avancine.com.br/site/index.php?option=com_morfeoshow&task=view&gallery=48
Imagem: http://saborear-saboreandoavida.blogspot.jp/2014/01/docinhos-de-chocolate-e-leite.html


Agora peço uma ajuda, aos amigos, neste problema.
Hoje visitei um novo blog de uma pessoa que veio conhecer o meu cantinho. Fui retribuir a visita e cliquei em seguir, como sempre faço. Só que ao verificar na lista de leitura blogs que estou seguindo, não constava junto com os demais. Por esse motivo não foi possível adicionar no Gadget da minha lista de blogs, para ver as atualizações. Comigo foi a primeira vez que aconteceu. Já aconteceu com alguém? Sabem onde está o problema e como solucionar? Por favor, quem souber, me dê a dica. Devo ter errado na hora de clicar, fui pesquisar mas não encontrei a solução para esta questão. Agradeço qualquer informação.
A todos, um abraço e muita energia positiva, com carinho da Sol
ღAmigos, consegui resolver o pequeno probleminha que havia mencionado no post e pedia ajuda. Fiquei pesquisando e buscando em todo lugar e finalmente, achei a solução. Foi mais simples que imaginava. Se alguém porventura se encontrar com o mesmo problema, é so clicar em SEGUIR, no NAVBAR (a barra que fica acima do título do blog que visita.) Acho que essa forma é mais rápida e fácil do que costumava fazer, onde clicava em seguir no Gadget de seguidores. Errando e aprendendo...mais uma que descobri e consegui ajeitar. Boas vibrações.

A vida é uma longa lição de humildade.
(Sir James M. Barrie)

19 de nov de 2009

Peperomia metallica (Piperaceae)


Aqui está mais uma de minhas plantas ornamentais. 
Esta Peperomia, não sei porque motivo, não se desenvolve bem desde que comprei. Coloquei como em todas as folhagens, a terra própria, e no local junto as demais plantas. Acontece que as novas folhinhas que nascem, caem, antes de ficarem grandes. As folhas maiores permanecem bonitas. Resolvi mudar de local, coloquei para fora e vou observar como vai se adaptar. Espero que melhore, com a mudança. Foi a única espécie de folhagem que, talvez estranhou o ambiente. Mas é assim, como aprendiz, vou aprendendo com as próprias plantas. Pois cada uma prefere seu local e tratamento adequado. Alguém tem esta planta? Sabe o cultivo adequado para ela?
Agradeço qualquer informação.
Abraços da Sol
Peperomia metallica (Piperaceae)
Pesquisa posterior desta planta

Peperomia metallica 
(árvore vermelha)
Estas perenes, às vezes suculentas plantas de casa podem ser de formação roseta ou ereto com hastes de arrasto. Embora Peperomia produzem branco esverdeado cachos compridos de flores, elas são cultivadas principalmente por sua folhagem. Em áreas quentes, sub-tropicais ou subtropicais, estas plantas cultivadas fora, talvez como uma cobertura do solo. Dentro do recinto, eles exigem brilhante luz indireta, mas toleram pouca luz. Água moderadamente durante o verão e com moderação durante o inverno em temperatura ambiente. Fertilize mensalmente com um fertilizante equilibrado. Apesar de saber que essas plantas se favorecem de borrifação diária, não é necessário, especialmente se o recinto não é excessivamente seco. Estas plantas preferem pequeno vaso com borda. Ao ar livre, crescem em solos bem drenados na sombra parcial. Peperomia metallica é ereta e espessa, com elípticas, folhas vermelhas escuras, cada um com uma faixa prateada grande no meio. Cachos de flor vermelha. 8 polegadas de altura, 6 polegadas de largura.  
Fonte: http://www.backyardgardener.com/plantname/pda_c3c3.html

Gênero Peperomia
Peperomia (planta radiante) é um dos dois grandes gêneros da família Piperaceae, com mais de 1.000 espécies registradas. A maioria deles são pequenos, compactos perenes epífitas que crescem na madeira podre. Mais de 1.500 espécies foram registradas, ocorrendo em todas as regiões tropicais e subtropicais do mundo, embora concentrada em América Central e norte da América do Sul. Um número limitado de espécies (cerca de 17) são encontrados em África.
Descrição 
Embora varie consideravelmente na aparência, estas espécies geralmente têm espessura, caules fortes e folhas carnudas, às vezes com ✱folha de janela. Flores de Peperomia geralmente vêm  do amarelo ao marrom em cachos cônicas.
 ✱(Folha de janela é uma especializada folha estrutura que consiste de uma área onde a luz solar translúcida pode inserir-se nas superfícies interiores das folhas da planta modificada onde a fotossíntese pode ocorrer. Uma folha com tais estruturas é conhecido como uma folha fenestrado. A estrutura translúcida pode aparecer como uma grande mancha contínua, uma região variegada ou reticulada, ou como numerosas manchas pequenas. Esta adaptação estrutural é encontrado em certas plantas suculentas nativas para climas áridos, que permitem que grande parte da planta a permanecer abaixo da superfície do solo onde é protegido contra a dessecação de ventos extremos e calor, otimizando a absorção da luz, aumentando a área de superfície fotossintética). 
Essas plantas perenes tropicais são cultivadas pela sua folhagem.São em sua maioria nativos da América tropical. Eles são compactos e, geralmente, não superior a 12 polegadas (30 cm) de altura. Variam consideravelmente em aparência. Alguns possuem incandescência, caules rasteiro e alguns são carnudos, de fortes caules. As folhas são lisas e carnudas e pode ser de forma oval ou com o pecíolo perto do centro da lâmina de folha, ou eles podem ser em forma de coração ou em forma de lança; o seu tamanho pode variar de 1-4 polegadas (2,5-10,2 cm) de comprimento. Eles podem ser verdes ou listrado, mármore ou limitado com verde pálido, vermelho ou cinza, e os pecíolos de alguns tipos são vermelhos. As pequenas flores são imperceptíveis e elas crescem sob a forma de picos semelhantes a um cordão
Horticultura
Peperomias são cultivadas pela sua ornamental folhagem e às vezes para suas flores atrativas (Peperomia fraseri). Exceto para as espécies suculentas, eles são geralmente fáceis de cultivar numa estufa. As espécies diferentes (por exemplo Peperomia caperata) e cultivares são encontrados no comércio.
Propagação 
Estas plantas são geralmente propagadas por sementes. Eles também são comercialmente propagada por estacas. 
 Propagação de Peperomia por estacas de raiz se faz facilmente.
As plantas podem ser divididos em tempo de envasamento. Eles são removidos e separados em pedaços mais pequenos, cada um com algumas raízes anexas. Cortes da folha ou tronco também podem ser tomadas na primavera ou no verão. As folhas inferiores dos rebentos são removidos e é feito um corte por baixo da parte inferior do nó (conjunta). Eles são, em seguida, colocada sobre um banco para uma ou duas horas para permitir uma proteção calo tecido para formar ao longo dos cortes. Eles são então inseridos em um caso de propagação com calor inferior de 70-75 graus F. É melhor não para selar a parte superior completamente, como as plantas são semi-suculentos na natureza e umidade excessiva é prejudicial. Quando as raízes formarem o suficiente, estacas podem ser plantadas em vasos de 3 polegadas ou em cestas de suspensão.
Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Peperomia

"Aquilo que você mais sabe ensinar,
é o que você mais precisa aprender..." (Richard Bach)

6 de nov de 2009

Philodendron 'Silver metallic' (Araceae) foto2

 FOLHAGENS ORNAMENTAIS ღ
Philodendron 'Silver metallic' (Araceae)
Olá, hoje vou mostrar como uma das minhas preferidas folhagens, se desenvolveu bem. A foto menor mostra, quando comprei esta Philodendro. Creio que foi em Janeiro deste ano, na época que iniciava este lazer. Comprei as suculentas em maior quantidade e as folhagens bem menos. Ontem tive a oportunidade de tirar a foto, pois o dia estava ensolarado. Prefiro tirar fotos de minhas plantas, fora de casa. Dentro de casa quando bate o sol, dependendo fica bom, mas lá fora o resultado é bem melhor. É o terceiro vaso, em que replantei, o segundo foi num vaso rosa, quando postei pela primeira vez. Foi necessário colocar uma armação para apoiá-la, para não tombar, pois cresce bem e, continua crescendo. Se o talo fosse maleável teria como ajeitar mas é bem duro só vai para cima. Mas é a natureza, ela se move na própria direção. Será que alguém, tem essa espécie de folhagem?
 Um ótimo e alegre fim de semana. Com carinho, Sol


Philodendron é um grande gênero de plantas com flores da família Araceae, composta por cerca de 900 espécies de acordo com Tropicos http://www.tropicos.org/ (a serviço do jardim botânico de Missouri) Outras fontes citam números diferentes de espécies: SJ Mayo relatórios sobre 350-400 espécies formalmente reconhecida, enquanto Thomas croata lista cerca de 700. Independentemente do número de espécies, o gênero é o segundo maior membro da família Arum. Taxonomicamente o gênero Philodendron ainda é pouco conhecida, com muitas espécies não descritas. Muitos são cultivadas como plantas ornamentais e de interior. O nome deriva do grego das palavras philo "amor" e dendron "árvore". Eles são comumente chamados pelo seu nome genérico. 
Folhas 
As folhas são geralmente grandes e imponente, muitas vezes lobadas ou profundamente cortados, e pode ser mais ou menos pinadas. Eles também podem ser de forma oval, em forma de lança, ou em muitas outras variações das formas possíveis. As folhas são suportados rotativamente na haste. Uma qualidade de Filodendros interessante é que eles não têm um único tipo de folha da mesma planta. Em vez disso, eles têm as folhas jovens e as folhas adultos, o que pode ser drasticamente diferente um do outro. 
As folhas das plântulas Philodendrons são geralmente em forma de coração. Logo no início da vida da planta, mas depois que ele amadureceu passado a fase de mudas, as folhas terão adquirido forma e tamanho da folha típica juvenil. Mais tarde na vida do Philodendro, ele começa a produzir folhas adultas, um processo chamado metamorfose. A maioria dos Philodendrons passam por metamorfose gradual; não há uma imediatamente diferença distinta entre folhas jovens e adultos. Além de ser tipicamente muito maior do que as folhas juvenis, a forma de folhas adultas podem ser significativamente diferentes. De fato, considerável dificuldade taxonômica ocorreu no passado, devido a essas diferenças, fazendo com que plantas jovens e adultas para equivocadamente ser classificados como espécies diferentes. O desencadeio para a transformação em folhas adultas podem variar consideravelmente. Um desencadeio é possível a altura da planta. Hemiepífitas secundárias começar no chão da floresta escura e escalar o seu caminho até uma árvore, exibindo seu tipo juvenil deixa ao longo do caminho. Uma vez que alcançam uma altura suficiente, eles começam a desenvolver folhas tipo adulto. As folhas jovens menores são usados ​​para o chão da floresta escura, onde a luz é uma oferta escassa, mas uma vez que alcançam uma altura suficiente no dossel da luz é brilhante o suficiente para que as folhas adultas maiores podem servir a um propósito útil. Outro possível desencadeio ocorre em hemiepífitas primários. Estes Philodendrons tipicamente enviam suas raízes aéreas para baixo. Uma vez que suas raízes atingem o chão, a planta começará a receber os nutrientes do solo, da qual tinha sido previamente privados. Como resultado, a planta vai se transformar rapidamente em suas folhas adultas e ganhar em tamanho dramaticamente. Outra qualidade interessante de folhas Philodendrons é que eles são muitas vezes bastante diferentes na forma e tamanho, mesmo entre duas plantas da mesma espécie. Como resultado de todas estas diferentes formas de folha possíveis, muitas vezes é difícil diferenciar as variações naturais de morfogênese .
Classificação 
História 

Philodendrons são conhecidos por terem sido recolhidos na natureza, já em 1644 por Georg Marcgrave, mas a primeira tentativa científica parcialmente bem-sucedida para recolher e classificar o gênero foi feito por Charles Plumier. Coletadas por Plumier cerca de seis espécies das ilhas de Martinica, Hispaniola  e St. Thomas. Desde então, muitas tentativas de exploração foram feitas para coletar novas espécies por outras pessoas. Tais como as de NJ Jacquin, que recolheu novas espécies no West Indie, Colômbia e Venezuela. Neste momento da história, foram descobrindo que os nomes dos Philodendrons estavam sendo publicados com o nome do gênero Arum, já que a maioria Aroids foram considerados como pertencentes a este mesmo gênero. O gênero Philodendron ainda não tinha sido criado. Durante o período do final do século 17, século 18, e início do século 19, muitas plantas foram removidas do gênero Arum e colocado em gêneros recém-criados em uma tentativa de melhorar a classificação. Heinrich Wilhelm Schott abordou o problema de proporcionar uma melhor taxonomia e criou o gênero Philodendron e descreveu-o em 1829.  O gênero foi escrito pela primeira vez como 'Philodendrum', mas em 1832, Schott publicou um sistema de classificação de plantas da família Araceae intitulado Meletemata Botanica em que ele forneceu um método de classificação Philodendrons com base nas características de floração. Em 1856, Schott publicou uma revisão de sua obra anterior intitulada Aroidearum Sinopse, e depois publicou o seu trabalho final Prodromus Systematis Aroidearum em 1860, em que ele forneceu ainda mais detalhes sobre a classificação de Philodendron e descrito 135 espécies. 
Classificação Moderna
Philodendron são geralmente extremamente distintivo e não geralmente confundida com outros gêneros, embora algumas exceções nos gêneros Anthurium e Homalomena assemelhar a Philodendron
O gênero Philodendron é subdividido em três subgrupos:. Meconostigma, Pteromischum e Philodendron 
O gênero Philodendron também pode ser subdividida em várias seções e subseções. Seção Baursia, seção Philopsammos, seção Calostigma (subseções Bulaoana, Eucardium, Glossophyllum, Macrobelium e Oligocarpidium ), seção Tritomophyllum, seção Schizophyllum, seção Polytomium, seção Macrogynium e seção Camptogynium. 
Tipicamente, a inflorescência é de grande importância na determinação das espécies de uma dada Philodendro, uma vez que tende a ser menos variáveis ​​do que as folhas. O gênero Philodendron poderia ainda ser classificados por meio de diferenciá-los com base no padrão de termogênese observado, embora este não é utilizado atualmente.
Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Philodendron

“O mais importante da vida não é a situação em que estamos, 
mas a direção para a qual nos movemos.” (Oliver W. Holmes)

3 de nov de 2009

Dicas para blogs que recebi e me ajudaram.

Boa noite à todos. Acho que aos poucos estou conseguindo resolver os probleminhas com o PC. Agradecimento pelos carinhos, pelas visitas, pelos simpáticos recados e pelas oportunidades que tem me oferecido. Este meu cantinho, que nem imaginava, se tornou mais agradável pela energia que cada um de vocês, trazem para mim. Muito obrigada. Estava para postar minha plantinha mas, antes disso, achei bom colocar algumas dicas. Motivo que me ajudaram e, se puder ser útil, será um prazer. 

Dica para a página do blog abrir mais rápido
 Vá em Configurações. escolha Formatação. Onde está exibir coloque 10 postagens na página principal. Salve clicando em Salvar configurações. (No meu caso, conforme adicionava itens para enfeitar o blog e tudo mais, percebi que demorava mais a abrir . Minhas postagens estavam em 30 e diminui para 15)
Dica para saber se há um comentário e em que postagem
Vá em Configurações e escolha ComentáriosOnde está Moderação de comentários ,
deixe na opção sempre e salve clicando em Salvar configurações(No meu caso foi de grande ajuda, porque só reparei em comentários que estavam em algumas postagens, só um tempo depois. Pois, conforme vai se adicionando postagens, somente reparava nas postagens recentes e nas antigas não.) Assim, depois de feito a configuração, toda vez que entrar no no seu blog, aparece a indicação que comentários. Clique e abrirá uma página que mostra comentários e clicando em nome da postagemsaberá em que postagem foi feito o comentário. Em seguida selecione todos e em publicar e os comentários estarão adicionados em suas respectivas postagens.

Talvez a maioria já sabe destes detalhes. Mas se houver algo que está no meu blog e que queiram saber, no que puder ajudar,  fiquem à vontade. Lembro que no começo, de nada sabia e aos poucos fui aprendendo, e receber as dicas de amigas foi muito bom. Me perdoem se caso não puder visitar à todos. Na medida do possível quero visitar, mas não às pressas. Gosto de ver e ler a postagem com calma e deixar um recado conforme senti e captei daquilo que está sendo transmitido. A medida que vou conhecendo mais pessoas, preciso coordenar melhor e saber lidar, conciliando com todos. Esse é meu jeito de ser. A sinceridade é importante para com todos e comigo mesma. Será ser detalhista e preocupada demais com as coisas? Continuem a gostar de mim e visitando meu blog.
Uma boa noite para todos. Com carinho, Sol

“Busque o sucesso e não a perfeição. Nunca abra mão do seu direito de errar, pois se o fizer perderá a habilidade de aprender coisas novas e fazer sua vida progredir. Lembre-se de que o medo sempre se ocupa por trás do perfeccionismo. O confronto com seus medos e o permitir-se o direito de ser humano podem, paradoxalmente, fazer de você uma pessoa muito mais feliz e produtiva.” 
(Dr. Davis M. Burns)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...